Pular para o conteúdo principal

Perca o Medo, até de cemitério com estes 6 passos de coragem.





Você tem medo de cemitério?

Saiba que não é a única pessoa, muitas pessoas temem esse silencioso local onde são enterrados aqueles que já se foram.

Seja por superstição ou até por medo da morte há quem não possa nem ouvir falar em cemitério que a mente já começa a trabalhar, criando imagens assustadoras, fazendo a pessoa suar frio, sentir as mãos e os pés gelados, perder a voz, a respiração e fugir de qualquer oportunidade de visitar o local.

Então, como superar o medo de cemitério?


Neste artigo você poderá conferir algumas atitudes que poderá tomar para superar seu medo e enfrentá-lo de uma vez por todas.

Mas antes vamos entender...

De onde vem o medo de cemitério?


O medo de cemitério vem das crenças que muitos trazem de que nesse local se encontram almas vagantes e entidades boas e ruins. E os filmes de terror vêm para intensificar isso fazendo a pessoa pensar que algo ruim vai acontecer se ela for ao cemitério.

Outras pessoas tem medo da morte e acham que ir a um cemitério possa atrair coisas ruins para sua vida e até mesmo causar sua morte.

Como superar o medo de cemitério?


Através de destas 6 atitudes é possível superar esse medo, como:

1. Entenda seu medo

A primeira coisa que você tem que fazer é entender por que tem medo de cemitério.

Investigue em si mesmo o que há nesse local que tanto o assusta e reflita sobre isso. Veja se esse medo é racional ou irracional.

Muitas vezes a insegurança vem de pensarmos que nosso medo é imbatível, mas se rirmos dele e não valorizá-lo tanto podemos enxergar como ele realmente é, assim ficará mais fácil superá-lo.

2. Enfrente seu medo

Não deixe que o medo controle sua vida, enfrente-o. Coloque-se em situações que lhe causam medo, como passar na frente de um cemitério, por exemplo.

Respire fundo e faça, dessa forma você aprenderá a ultrapassar seus limites e enfrentar seu medo.

3. Tenha pensamentos positivos

Quando estiver sentindo medo ao invés de deixar que os pensamentos negativos cerquem sua mente, se esforce para pensar coisas boas.

Espere sempre o melhor, como por exemplo, passar pelo cemitério e admirar as árvores ao redor ou que em um lugar silencioso é possível ouvir o canto dos pássaros, coisas que lhe tragam bem estar.

4. Valorize suas vitórias

Muitas vezes o medo de algo nos leva ao medo de fracassar, nos fazendo pensar que somos incapazes de superá-lo. Mas ao invés de pensar em seus fracassos valorize cada vitória que você teve.

Desta forma você vai se sentir animado para enfrentar novos desafios e não desistir.

5. Peça ajuda a pessoas próximas

Não tenha vergonha de pedir ajuda, pessoas próximas como a família e amigos podem ajudar a ver alternativas para você superar seu medo.

Desta forma você pode ter mais ânimo para tomar uma atitude e assumir os riscos necessários.

Faça uma lista com cada vitória alcançada

Faça uma lista colocando cada vitória que você alcançou sobre seu medo, como passar na frente de um cemitério, entrar em um cemitério e ficar por 15 minutos, ir a um funeral, entre outros.

Assim você criará mais coragem e terá mais vontade de persistir na luta contra seu medo.

6. Procure um psicólogo

Caso você note que seu medo te atrapalha e você tem grande dificuldade em superá-lo, o indicado é procurar um psicólogo.

Esse profissional poderá te ajudar a entender a causa de seu medo e por que você não consegue enfrentá-lo, dessa forma te mostrando alternativas que você ainda não havia pensado.

Como vimos neste artigo o medo de cemitério é comum e acompanha muitas pessoas, mas existem várias atitudes que você pode tomar para vencer esse medo.

Reflita neste artigo, converse com seus familiares e amigos e comece a trabalhar esse medo. Com paciência e força de vontade você conseguirá superá-lo.


Fontes: 


Postagens mais visitadas deste blog

Revelado os 5 Monumentos que são Túmulos disfarçados

O túmulo é o local onde são colocadas as pessoas quando elas morrem. Ele varia de forma e tamanho e pode representar uma homenagem póstuma para que a pessoa que partiu possa ser lembrada.   Mas existem alguns monumentos que são tão incríveis que você com certeza não imaginaria que fossem túmulos até alguém lhe contar.   Neste artigo vamos mostrar cinco túmulos impressionantes e contar algumas curiosidades interessantes sobre eles.   1.Taj Mahal   É um belíssimo mausoléu que foi edificado no século XVII a mando do imperador mongol Shan Jahan para honrar a memória de sua terceira esposa, Aryumand Banu Begam.   Era uma princesa persa e a esposa que ele mais gostava. Ela morreu em 1631 ao dar a luz ao 14º filho do casal. Sua morte abalou Jahan que quis homenageá-la mandando construir um luxuoso mausoléu que levou 20 anos para ser finalizado.   Sepultado no mausoléu além de Aryumand se encontra Jahan que morreu no ano de 1666. Esse mausoléu se encontra na cidade de Agra

Por que é Importante Contratar um Zelador Para o Jazigo da Família?

Perder um ente querido é difícil não só emocionalmente como burocraticamente. E dentre tantas preocupações, uma delas é o jazigo da família. O jazigo da família é uma área no cemitério destinada a sepultar os membros de uma mesma família. É necessário que o jazigo esteja sempre bem cuidado, por isso surgiu a necessidade de contratar um zelador. Mas é mesmo necessário contratar um zelador particular para o jazigo da família? Neste artigo você vai entender por que é importante contratar esse profissional para cuidar do jazigo da família. Mas antes vamos entender... O que é o jazigo da família? O jazigo da família é o espaço no cemitério onde são sepultados os membros de uma mesma família. O tamanho do jazigo pode variar de um cemitério para o outro, sendo que os modelos encontrados são: Jazigo duplo – cujo espaço é suficiente para a construção de até oito gavetas, quatro de cada lado. Três delas são usadas para fazer o sepultamento enquanto a quarta é para o ossuário. Jazi

Placas de bronze furtadas do Cemitério da Consolação são recuperadas pela GCM e um indivíduo é preso.

Imagem Bruno Trentin Por volta das 02:00 horas de 17/06/2020, os integrantes da VTR 11205 Subinspetor Assunção e os GCMs 3a. Classes Wilton e Rodrigues efetuavam patrulhamento pelo perímetro do Cemitério da Consolação e perceberam um gatuno retirando um saco branco do interior da necrópole o qual era passado por cima do muro por um comparsa já lá dentro. De pronto foi feita a abordagem do indivíduo e na verificação foram constatadas 36 peças de bronze subtraídas de túmulos do cemitério. O ladrão foi encaminhado ao 78 DP cuja autoridade de plantão ratificou a voz de prisão dada pelos GCMs através do boletim de ocorrência com a natureza Furto Qualificado. As peças recuperadas foram restituídas ao Serviço Funerário do Município de São Paulo. Graças a ação diligente do atual Administrador, Sr Sandro Borges, o policiamento interno noturno no Cemitério ao perceber movimentação dos meliantes, avisou a GCM que fechou o perímetro externo e ficou no aguardo. Quando os meliantes foram sair foi da