Pular para o conteúdo principal

Não é o aparenta, é pior do que se pode imaginar.

31 de março - Vista aérea de funcionários cavando túmulos no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo — Foto: Nelson Almeida/AFP



Não é o que aparenta, mais pode ser pior do que podemos imaginar. Uma certa quantidade de covas são abertas todo ano pelo serviço funerário no cemitério de vila formosa, segundo autoridades municipais, a quantidade se baseia na prospecção da taxa de mortalidade do município. Segundo informado, não há correlação com a pandemia.

"A imagem é real, mas é importante esclarecer que ela não tem nenhuma relação com o período que passamos. Todo os anos, ao final do período de chuvas, isso é feito nos cemitérios municipais para preparar o cemitério para o ano todo. Portanto não há nenhuma novidade sobre o que foi feito em 2019, 2018, 2017. Essa imagem pode ser feita todos os anos nos cemitérios municipais. Ela não foi feita excepcionalmente por causa do coronavírus, ela é feita sempre nesse período quando termina o período de chuvas”, afirmou Covas.

Prevendo o aumento da demanda, a prefeitura contratou uma empresa para reforçar com 220 funcionários temporários os 22 cemitérios da rede municipal, que foram obrigados a cortar 60% do seu quadro de 257 coveiros por pertencer a grupos de risco.

A Demanda de sepultamentos tem exigido a abertura de cerca de 100 covas por dia, o dobro do habitual antes da pandemia.

A Prefeitura de São Paulo comprou 5.000 sacos especiais para enterrar exclusivamente vítimas de coronavírus nos cemitérios da capital. O pedido foi feito de forma emergencial e atende determinação técnica para proteger os funcionários do Serviço Funerário Municipal no manejo de corpos com alto risco de contágio, devido a alta carga viral.

Desde o dia 20 de março, enterros solitários e com nenhuma cerimônia se tornaram frequentes em São Paulo. Resolução da Secretaria Estadual de Saúde determina que todas as mortes com qualquer suspeita de estarem relacionadas com a COVID-19  precisam seguir um protocolo rígido para garantir a segurança dos profissionais que lidam com os cadáveres.



Daniel Cardoso á ASSOCIAÇÃO PAULISTANA DE FAMÍLIAS pela conservação dos cemitérios públicos.







Postagens mais visitadas deste blog

Coronavírus - Como se proteger em velórios

Mãos ao rosto é o gesto mais visto em velórios, e é também o principal meio de transmissão do COVID-19. Mais afinal como se despedir sem correr o risco de contrair o novo Coronavírus?


As recomendações das autoridades no assunto é que se evite aglomerações. Neste sentido até o momento não houve proibição na para a realização de velórios, contudo a responsabilidade de cada indivíduo pela preservação de sua própria vida e dos demais é o que dita a regra neste momento.
Não vá!  Se você pertence a algum grupo de risco, está proibido e não deverá comparecer.
Se você não for próximo, ou apenas acha que deveria ir para cumprir formalidades, é melhor não ir, encontre maneiras alternativas de se despedir da pessoa.
Reduza ao máximo o tempo de exposição.  Caso realmente necessitar ir a um velório, esteja ciente do alto risco que corre, seja breve, planeje suas frases de conforto aos familiares e procure chegar próximo ao horário do enterro ou cremação.

Evite cumprimentos.  Naturalmente levamos a…

Revelado os 5 Monumentos que são Túmulos disfarçados

O túmulo é o local onde são colocadas as pessoas quando elas morrem. Ele varia de forma e tamanho e pode representar uma homenagem póstuma para que a pessoa que partiu possa ser lembrada. Mas existem alguns monumentos que são tão incríveis que você com certeza não imaginaria que fossem túmulos até alguém lhe contar. Neste artigo vamos mostrar cinco túmulos impressionantes e contar algumas curiosidades interessantes sobre eles. 1.Taj Mahal
É um belíssimo mausoléu que foi edificado no século XVII a mando do imperador mongol Shan Jahan para honrar a memória de sua terceira esposa, Aryumand Banu Begam. Era uma princesa persa e a esposa que ele mais gostava. Ela morreu em 1631 ao dar a luz ao 14º filho do casal. Sua morte abalou Jahan que quis homenageá-la mandando construir um luxuoso mausoléu que levou 20 anos para ser finalizado. Sepultado no mausoléu além de Aryumand se encontra Jahan que morreu no ano de 1666. Esse mausoléu se encontra na cidade de Agra, na Índia. 2. Pirâmides de Gizé

Sem dúv…

Porque Quarta Parada?

Cemitério da Quarta Parada ou Cemitério do Brás foi fundado em 6 de janeiro de 1893, está localizado no Distrito do Belém, entre os distritos do Tatuapé, Água Rasa e Moóca, em São Paulo.



Sua área compreende aproximadamente 183 mil metros quadrados e tem cerca de 400 mil pessoas sepultadas, entre elas personalidades como o apresentador Jacinto Figueira Junior conhecido como o Homem do Sapato Branco, 



Jacinto Figueira Junioro músico Arnaldo Rosa do grupo Demônios da Garoa,





Ex presidente do Corinthians Vicente Mateos Valle,
O nome Quarta Parada deriva da linha férrea (hoje desativada), que se desenvolveu no local à partir do século XX oriunda do desenvolvimento da imigração européia (italianos, espanhóis e portugueses) em São Paulo. O trem fazia no local a sua quarta parada durante o percurso em direção ao Município de Cachoeira Paulista.


A fundação do Cemitério da Quarta Parada foi realizada após a do Cemitério da Consolação e antes do Cemitério do Araçá. …